Atualidade

Como preparar a marmita para o trabalho?

Só precisa de cinco minutos para preparar a marmita para o trabalho. Pode preparar a marmita a levar para o trabalho na véspera ou no próprio dia, pelo início da manhã. Levar a marmita para o trabalho tem as suas vantagens e desvantagens, mas só experimentando é que poderá chegar a uma conclusão.

Planeamento

Pode planear as refeições a fazer durante a semana toda, com antecedência, ao domingo, por exemplo. O processo mais fácil será cozinhar normalmente no dia anterior e armazenar a comida na marmita, tampando-a quando ela esfriar. As saladas e vegetais não necessitam de esperar pela refrigeração.

Antes de colocar a comida na marmita pode dispor a comida num prato para ter a perceção da comida a levar. Este prato deve conter verduras, hidratos de carbono e proteínas. Não se deve esquecer da peça de fruta diária, do lanche e de uma bebida saudável na sua marmita.

Armazenamento

As comidas quentes devem ser separadas das frias. Existem recipientes com divisórias, o que facilita a divisão da comida, mas usar recipientes individuais é a solução mais segura. Deve evitar comidas sensíveis à mudança de temperatura. Os temperos devem ser colocados apenas na hora da refeição.

Os recipientes plásticos são os mais cómodos, mas podem conter substâncias tóxicas. O ideal é colocar a comida num prato e aquecê-la no micro-ondas.

Os recipientes de vidro são os mais indicados para montar uma marmita, podendo até serem aquecidos.

Proteção

As bolsas térmicas são muito aconselhadas para o transporte da marmita, sobretudo para deslocações longas, já que com elas é possível manter a temperatura da comida, assim como as propriedades dos alimentos.

Ao chegar ao local de trabalho deve colocar os alimentos perecíveis no frigorífico ou deixar ficar na bolsa térmica, devidamente acondicionados, na falta de frigorífico.

Quem não contar com micro-ondas no local de trabalho pode apostar em saladas e em pratos que saibam bem frios.

 

Adaptado de Economias

Previous post

Como reduzir os custos de trabalhar em 4 passos

Next post

Má alimentação dos portugueses é uma das causas dos novos cancros do cólon

Cristina Barros

Cristina Barros

No Comment

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *